You are currently viewing O papel da assessoria de imprensa para as instituições de ensino
A assessoria de imprensa é uma ferramenta fundamental na engrenagem

O papel da assessoria de imprensa para as instituições de ensino

Uma das principais atribuições de uma assessoria de imprensa é fortalecer a imagem da marca, principalmente, diante do seu público-alvo. Com as empresas do ramo da educação não é diferente. Seja uma instituição de ensino ou uma edtech, o objetivo é o mesmo: ser reconhecida positivamente pelo seu trabalho apresentado seus diferenciais ao mercado.

Falando especificamente das instituições de ensino, a assessoria de imprensa tem como objetivo produzir notícias através da divulgação dos trabalhos realizados, dos serviços oferecidos e das experiências dos especialistas. Com essas produções, escolas, universidades e cursos têm seus nomes mais conhecidos. Mas, não é apenas isso: estar na mídia regularmente de forma positiva, é claro, gera credibilidade e reputação. Um ponto fundamental para o trabalho da assessoria ser eficaz é o de se colocar no lugar do repórter e estar atento ao que é de interesse das redações – TVs, sites, jornais, mídias sociais, revistas e rádios. Não adianta a assessoria escolher trabalhar um projeto muito interessante para a organização, se não for de interesse de quem está do outro lado da bancada também. Muitas vezes, o que o cliente deseja tem apelo comercial, o que não funciona para o jornalismo.

Fortalecimento da marca

Um dos clientes do segmento da educação que a Usina da Comunicação tem em seu portfólio é o Elite Rede de Ensino, a maior rede de educação básica do Brasil. Uma das histórias marcantes foi do aluno Fabiano Almeida, que passou em um dificílimo vestibular internacional do governo japonês. Na condição de assessoria da escola, a agência divulgou o assunto na imprensa e obteve uma resposta bem positiva com inserções de expressão. De Oswaldo Cruz – bairro do subúrbio carioca – para o mundo, Fabiano Almeida foi brilhar. Este é um grande exemplo de fortalecimento de marca.

Outro momento que também vale destaque é sobre a pauta da primeira vez do Colégio Naval admitindo meninas em seu concurso. No release – texto em formato jornalístico enviado para as redações – tratamos também de dicas de preparação para o exame com considerações da gerente do segmento militar do Elite e uma aluna comentando sobre o sonho de vestir a farda branca e a conquista das mulheres. Mais uma forma de trabalhar a credibilidade e a autoridade da rede de ensino. Outro exemplo importante é a pauta “A importância do estudo de libras nas escolas”. Dentre as disciplinas eletivas do Elite, a escola oferece “Aprendendo Libras“. Ao longo do texto foi falado sobre a relevância da inclusão. Mais uma forma de ratificar a reputação da escola e mostrar os valores dela.

Ao longo de quatro anos de parceria com a Usina, o Elite soma cerca de 2.400 inserções na imprensa. Em média, a assessoria emplaca, por mês, cerca de 50 matérias.

Outro cliente do mesmo segmento é a Árvore,  edtech com soluções de leitura digital. O trabalho de assessoria de imprensa foi fundamental na divulgação dos projetos que a empresa toca e colaborou para que as ações desenvolvidas – plataforma de leitura digital – fossem reconhecidas nacionalmente. A startup promoveu concursos literários com premiação para alunos, congressos gratuitos e diversas parcerias como forma de incentivar a leitura. Com as pautas foram conquistadas diversas inserções em veículos de imprensa do país que, certamente ajudaram nos contratos fechados pela Árvore junto a  Secretarias estaduais e municipais do país, como Pernambuco, São Paulo, Paraná e Ceará.

O Projeto SETA (Sistema de Educação por uma Transformação Antirracista) é outro exemplo significativo na Usina da Comunicação. Ainda dando seus primeiros passos, a iniciativa tem como foco a construção de um sistema de educação pública antirracista no Brasil. A empresa é parceira desde a primeira campanha de lançamento, onde foram feitas projeções, em algumas capitais brasileiras, com o objetivo de chamar atenção para urgência da educação antirracista no Brasil.

Assessoria em momento de crise

A presença da assessoria de imprensa em um momento de crise tem grande relevância a fim de reduzir os danos. O problema já pode existir, mas não saber conduzi-lo da melhor maneira pode ser bastante nocivo. Portanto, as assessorias precisam estar presentes nas boas e nas más. Para os casos negativos, que podem acontecer quando os assessores menos esperam, é necessário estar atento aos mínimos detalhes e, ao mesmo tempo, agir com rapidez. É fazer da crise uma possibilidade de crescimento e mitigação de falhas.