You are currently viewing Agências de comunicação no Brasil: um panorama sobre o mercado, o impacto da pandemia e as tendências para 2022

Agências de comunicação no Brasil: um panorama sobre o mercado, o impacto da pandemia e as tendências para 2022

Comunicação é a base de qualquer negócio, independente do ramo de atuação. Afinal, a sinergia necessária para criar conexão entre a equipe, os colaboradores e o público-alvo depende diretamente de um verbo importante, porém, complexo: ouvir. É nesse cenário que entram em cena as agências de comunicação, que ajudam os seus clientes a atingir os mais variados objetivos através do entendimento dos seus valores. 

Um levantamento encomendado pela  Associação Brasileira das Agências de Comunicação  (Abracom) mostra o tamanho real desse mercado no Brasil. Ao todo, são 875 empresas espalhadas por todo o território nacional. O estado de São Paulo reúne a maior parte delas, aproximadamente 500 e, o Rio de Janeiro, aparece em segundo lugar, com 70. 

A pesquisa, realizada entre os meses de maio e agosto de 2021, também revelou o impacto financeiro e social do setor, que fatura mais de R$ 3 bilhões por ano e emprega mais de 16 mil profissionais

O efeito da pandemia

Se atender às expectativas dos clientes, antes, já era desafiador, em um cenário de pandemia esse trabalho se tornou mais complexo. O isolamento forçou as empresas a se adaptarem e investirem mais na comunicação como forma de superar os obstáculos do momento. 

Embora o setor de serviços tenha recuado 7,8% em 2020, as agências de comunicação conseguiram superar as previsões iniciais e manter praticamente o faturamento do ano anterior (R$ 3,02 bilhões em 2019). O segmento acumulou uma queda de 5,13%, porém, se manteve sólido e a expectativa para o futuro é de recuperação. Os dados são do Anuário da Comunicação Corporativa 2021.

Tendências para 2022

Chegar até aqui não foi fácil! Muitos obstáculos foram superados. Mas, é hora de olhar para o futuro e entender quais  serão as tendências no mercado da comunicação.

ESG

A causa ambiental tomou proporções inimagináveis.  Ela é, atualmente, um dos assuntos mais sensíveis e importantes dentro das empresas. A sigla ESG significa ambiental, social e governança, quando traduzido para o português,  é utilizada para medir as práticas ambientais, sociais e de governança de uma instituição. 

É uma forma de identificar o engajamento para minimizar os impactos na natureza. Entender o tema é necessário não somente para assessorar o seu cliente, mas também para auxiliá-lo na construção de uma imagem que valorize a responsabilidade ambiental.

Diversidade

A diversidade não é um assunto novo, mas segue com força total, principalmente, no setor da comunicação. Investir em visões distintas e que respeitem a pluralidade  é uma forma de viabilizar a inclusão. Dessa forma, a empresa ganha respaldo social e consegue se comunicar de forma mais próxima com o seu público. 

Proteção de dados

Outro tema do momento. Desde que a Lei Geral de Proteção de Dados  (LGPD) entrou em vigor, em 2020, ela ganhou destaque. Por se tratar de um assunto sensível, requer cuidado e conhecimento na hora de abordá-lo. Assim como o ESG, é sempre bom contar com o auxílio de um profissional especializado para orientação. Incluir a proteção de dados no checklist é uma forma de se manter atual, além de ser tarefa essencial da comunicação corporativa.

Assertividade 

Ouvir e compreender qual o impacto o cliente deseja causar e quais os objetivos ele quer alcançar é essencial na hora de construir um plano de comunicação. Por isso, investir tempo em pesquisa, estudo e conhecimento da organização é necessário para o sucesso do projeto. Evite dúvidas e promova a sinergia entre a equipe. Essas dicas minimizam as chances de erro e construirão uma relação mais sincera e duradoura entre agência e cliente.

É inegável que o mercado da comunicação corporativa mudou, principalmente, após a pandemia. Mas, a transformação faz parte da evolução. Manter-se atualizado(a) e atento(a) aos principais temas é uma ótima forma de superar momentos de crise e estreitar os laços com os clientes.

Para além disso, investir em uma equipe eficiente, esforçada e que pratique o hábito de ouvir é vital para o sucesso. Os tempos mudam, os objetivos dos clientes também. Porém, manter-se fiel aos valores fundamentais da agência é o grande diferencial de mercado, e isso deve ser valorizado.