A PREPARAÇÃO PARA O VESTIBULAR COMEÇA AGORA
Planejamento, disciplina e foco são primordiais

A preparação para o vestibular começa agora. As principais provas pelo Brasil acontecem apenas no fim do ano, mas isso não significa que a preparação para as provas devem ficar mais à frente. A regularidade, um bom planejamento, a disciplina e o foco nos estudos são primordiais para os alunos conquistarem as almejadas aprovações.

Os vestibulares costumam acumular matérias de todo o Ensino Médio, o que significa dizer que são muitos itens a estudar, a lembrar e a exercitar. Por isso, não se pode esperar que um estudo aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo surta efeitos.

Planejamento dos estudos

A necessidade de rever tantos assuntos não é algo fácil de pôr em prática. Não ache que vai acordar, em uma bela manhã de domingo de sol, e decidir revisar as Leis de Newton de uma só vez. “Fazendo assim, na verdade, você estará se boicotando, pois – apesar de achar que estará estudando com o máximo de afinco – não terá o resultado esperado, pois – para assimilar as informações – seu aparelho neurológico precisa de método, de rotina”, explica Caroline Lucena – coordenadora do pré-vestibular do Elite Rede de Ensino.

Portanto, para que os estudos levem você ao objetivo esperado, planeje-se. Monte um plano de estudos e siga-o. Muitos são os alunos que iniciam o plano, mas desistem dele no meio do caminho, passando a estudar assuntos de forma aleatória. Achar que isso vai dar certo não é nada proveitoso. A rotina bem organizada é a chave do sucesso.

Intensidade dos estudos

Pode parecer até aqui que é muito difícil passar no vestibular e que é preciso estudar além do limite. Errado. Se houver planejamento e disciplina, você não precisa ficar horas e horas debruçado sobre os cadernos e os livros. Porém, o período dedicado aos estudos deve ser focado. “Estipule períodos em que consiga dedicar o máximo de atenção à matéria estudada e faça pequenas pausas. Elas são importantes para seus neurônios organizarem o conhecimento estudado. A mente continua processando informações quando você para ou dorme”, salienta a coordenadora do pré-vestibular do Elite.

Segundo Caroline, em algumas oportunidades o estudante está com dúvida numa questão e, após uma pausa ou, ao acordar, surge a resposta. Na realidade não surgiu, mas o cérebro processou e encontrou a resposta. Portanto, sua capacidade de retenção de conteúdo é muito melhor se fracionar o tempo, em vez de ficar quatro, cinco, seis horas ininterruptas lendo e exercitando o mesmo assunto.

Conhecimento da prova

Por fim, o aluno que se prepara para o vestibular deve conhecer sua prova. Isso implica ler os editais e as provas anteriores, a fim de saber quais são os assuntos que mais caem e como eles caem. Além disso, conheça a carreira que deseja e a instituição, pois há cursos que são voltados para a área de humanas em algumas universidades, mas – em outras – são voltados para a área biológica.

“Em geral, no entanto, o aluno pode se orientar pela seguinte distribuição, que costuma ser mais comum: se quer fazer medicina, dê mais foco para biologia e química; se quiser direito, línguas e história são suas disciplinas mais importantes. Se sua propensão for engenharias, foque em matemática e em física. As demais carreiras, normalmente, enquadram-se nesses três perfis. Oriente-se por eles e use-os para montar seu plano de estudos”, orienta Caroline Lucena.