Dia do Artista: o momento é de se reinventar
No Dia do Artista, o Maestro Rafael Castro conta quais são os desafios e aprendizados vividos pela Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro

Nesta segunda, 24 de agosto, é comemorado o Dia do Artista. Este ano, a data é marcada pelos desafios enfrentados pelo segmento durante a pandemia da Covid-19, que impede o funcionamento  das casas de shows e dos centros culturais. Consequentemente, músicos, atores, cantores, entre outros profissionais da arte, foram obrigados a interromperem seus trabalhos habituais e a se reinventarem.

A promessa para a Orquestra dos Solistas do Rio de Janeiro (OSRJ) era de um ano cheio de compromissos, já que em setembro comemora 15 anos de história. O Maestro Rafael Castro conta que o grupo vinha numa crescente, de várias apresentações dando certo e, de uma hora para outra, foram pegos de surpresa. Para ele, um dos maiores desafios é existir no momento em que estão parados. “Notamos como o público vai se desvinculando, apesar de serem muito próximos e gostarem da gente. Se estamos produzindo, interagindo e oferecendo, ótimo. Mas, a partir do momento em que damos uma parada, ele migra para outra coisa e acabamos ficando para trás, então, o desafio deste momento e dos próximos é existir. A música não vai acabar, as pessoas estão buscando por ela”, detalha Rafael.

É fato que o mercado artístico trabalha sempre na expectativa de ingressos esgotados e casas cheias. Com a OSRJ não é diferente, pois é daí que vem a arrecadação financeira. Com o novo cenário, as lives foram as principais aliadas para que os artistas continuassem existindo. No início, cantores com grande audiência faziam de um modo simples e caseiro, porém, com o passar dos meses, foram investindo em produções, conquistaram patrocínios e conseguiram fazer das lives novos negócios. Para a Orquestra, que não tinha o hábito de realizar apresentações nesse formato, foi mais um desafio a ser enfrentado. “Ninguém na nossa produção tinha esse hábito. Tivemos que aprender às pressas. Precisamos estudar para fazer da melhor maneira possível e estamos nos aprimorando”, contou o maestro.

Para setembro, a Orquestra planeja fazer uma série de lives em comemoração ao aniversário e espera contar com vários convidados especiais e interagir com o público. Para quem quiser acompanhar, basta seguir a página no Instagram @osrj.oficial e conferir a agenda completa.