Coloque em prática as promessas de ano novo
Comemore suas pequenas conquistas

Entra ano e sai ano e é a mesma coisa: fazemos uma lista enorme de objetivos que queremos alcançar para o novo ano e chegamos ao final dele e não conseguimos alcançar nem 50% do que nos propusemos. Mas afinal de contas, por que isso acontece? E mais, como podemos realmente tirar as promessas do papel e transformá-las em realidade?

Segundo a coach e palestrante Cintia Souza existem seis pontos para levarmos em consideração e que se não estivermos atentos serão verdadeiros vilões contra os nossos objetivos. Confira as dicas da profissional.

Os objetivos estabelecidos são de fato importantes?

Quando faço essa pergunta as pessoas sempre respondem. Claro que são, caso contrário não teria colocado na lista. Você parou para analisar se ele é importante ou é importante para outra pessoa? Muitas vezes nos pegamos correndo atrás de um objetivo “nosso” para satisfazer outra pessoa, quer seja nossos pais, filhos, cônjuge ou a sociedade.

Qual o porquê por trás deste objetivo?

Sem um grande motivo definido, as chances de desânimo nos primeiros obstáculos serão grandes. Nossa mente trabalha fazendo uma constante avaliação entre dor e prazer, perdas e ganhos, de forma totalmente inconsciente. No momento que não tem uma grande justificativa atrelada ao seu objetivo, quando esta comparação for feita, sua mente vai dizer algo do tipo: vai dar muito trabalho, deixa isso pra lá, e então, você desiste. Quando há uma razão muito forte atrelada a essa meta, mesmo que venham as dificuldades você não irá se sabotar. Na avaliação entre perdas e ganhos, ou seja, o que você perde se não alcançar o objetivo X e o que você ganha, os ganhos falarão mais alto e será um impulsionador para seguir em frente.

Você realmente sabe o que quer?

Alguns querem casa própria, carro, se casar, emagrecer e por aí vai. Há um estranhamento quando conquistam algo e em seguida continuam com uma sensação de vazio. E por que isso acontece? Porque não sabiam o que realmente queriam. Muitos se casam, e depois de seis meses, ficam pensando se tomaram a atitude correta. Não queriam um casamento, e sim, ser aceitos socialmente já que agora se sentem responsáveis por serem casados, queriam se sentir importantes para alguém, gostariam cuidar de alguém e serem amados, entre outras razões. O casamento foi apenas o meio e não o objetivo fim. Tente fazer uma avaliação dos seus objetivos e descubra se você tem buscado os meios e não o objetivo fim.

Estabeleça metas reais

Tome muito cuidado e seja coerente no momento em que estabelecer suas metas. E veja, não estou querendo aqui impedir você de sonhar alto, sonhe alto pois sonhar alto e sonhar pequeno vai te dar o mesmo trabalho, mas seja congruente, caso contrário você só irá se frustrar por não ter alcançado essa meta.

Use indicadores

Na maioria das vezes estabelecemos as metas no dia 31 de dezembro e depois deixamos para lá. Como vai saber se está próximo de alcançar ou não? Você precisa estabelecer indicadores para acompanhar a evolução da sua meta. Só com indicadores é que vai saber se está mais próximo ou distante de conquistá-la. Não adianta nada estabelecer algo que não possa ser mensurado, pois se não puder medir vai se desestimular facilmente.

Comemore suas pequenas conquistas

Esquecemos demais deste ponto, temos o instinto de reclamar e sermos exigentes demais conosco. É muito fácil olharmos assim: ainda não consegui comprar a casa que eu quero, sendo que você está fazendo uma economia de mil reais por mês e aplicando o dinheiro em um fundo com o propósito de guardar para comprar a casa. Então por que não comemorar isso? É claro que ainda não é a casa colocada como meta, porém se está sendo disciplinado guardando o dinheiro, deixando de fazer alguma coisa em prol do seu objetivo que tem significado, então porque não se parabenizar e comemorar isso? Essas pequenas vitórias irão servir como um combustível para seguir em frente.

Depois de considerar todos estes pontos, que tal fazer a sua lista de metas para 2017?

Feliz 2017 Comecei 2017 #2017JáChegouEEu